LOGO ENBRAGEO COREL.jpg

Especializados em Serviços de Qualidade

ESTACA RAIZ

 

Estaca Raiz

 

Em 1952 na Itália o Dr. Fernando Lizzi desenvolveu uma nova tecnologia, executando estacas de pequenos diâmetros, originalmente chamadas de “pali radice” (estacas raiz).

 

As estacas raiz foram concebidas para serem moldadas in loco, onde a diversidade de equipamentos de perfuração, aliados ao seu processo executivo permite que elas possam ser executadas em quaisquer condições de subsolo, desde solos moles orgânicos a rochas sãs.

 

Inicialmente destinou-se ao reforço de fundação de edifícios históricos e monumentos por oferecer suporte para estruturas e edificações com o mínimo de deformações ou recalques. Podem ser executadas sem afetar a estrutura cuja fundação estava sendo reforçada, mesmo em espaços restritos e condições diversas de subsolo. Atualmente o seu emprego foi ampliado e é universal, sua aceitação é unânime em numerosas finalidades, desde contenção de encostas até fundações de edifícios pesados.

 

A metodologia executiva destas estacas prevê a instalação rotativa de revestimento no terreno, através da utilização de perfuratriz rotativa ou rotopercussiva. O processo de instalação é facilitado pela circulação de água injetada pelo interior do revestimento, que remove os detritos, formando um espaço anelar em torno do tubo. Após a instalação da armação a argamassa é introduzida por bombeamento, de modo ascendente, garantindo o seu pleno preenchimento.

 

A retirada do revestimento é acompanhada com concomitante aplicação de pressão.

BANNER SUPERIOR 2.jpg
CACERES (2).jpg

.

BANNER SUPERIOR 4.JPG
BANNER SUPERIOR 3.JPG

 

Contenção

Tirantes

 

Elemento linear capaz de transmitir esforços de tração entre suas extremidades. Na extremidade exterior a ancoragem se faz pela cabeça de protensão e a extremidade enterrada pelo bulbo ancorado. O trecho que liga a cabeça de protensão ao bulbo é conhecido como trecho livre.

 

Para garantir elevadas tensões de tração, os tirantes, normalmente, são constituídos por um ou mais elementos de aço, que são introduzidos no terreno através de perfuratrizes rotativas ou rotopercussivas.

 

A solidarização do bulbo de ancoragem com o maciço ocorre pela injeção controlada de calda de cimento ou outro aglutinante, de modo a garantir a transferência de esforços.

 

De acordo com as Normas Brasileiras vigentes, todo tirante deve ser ensaiado, individualmente, com cargas superiores ao projetado, garantindo o índice de segurança pertinente a obra.

 

A sua utilização é amplamente difundida pela engenharia corrente, empregada no combate ao empuxo de terra, contenção de taludes, bem como sustentação de paredes para escavações profundas; no combate a esforços de tração diretos em estruturas especiais, tais como: lajes de subpressão, chumbamentos de superfícies rochosas, ancoragem de fundo de cavas,  fundação de barragens, fundação de torres de linhas de transmissão, provas de cargas e inúmeras atividades onde atuam esforços de tração.

 

 

.

 

 

Conheça um pouco dos serviços da ENBRAGEO!